Comentários

A Convidada mostra com arte as faces do humano

Cenas de A Convidada…
…com Maíra Campos …
… gravadas no Circo Zanni

Mariana Campos,* especial para Panis & Circus

“A Convidada”, número solo protagonizado pela artista Maíra Campos, encerrou com encantamento o projeto Relações Por um fio, no canal Youtube da cia. Artinerant´s.

Filmado diretamente da lona do Circo Zanni, transformada em uma sala, com cenografia simples e iluminação clara e bem pontuada, o espetáculo, pensado especialmente para o formato audiovisual, mesclou muito bem os recursos cênicos com a própria edição, possibilitando que o espectador acompanhasse cada movimento da atriz como uma espécie de imersão na tela.

Ao longo da cena, que inicia com a protagonista encasulada numa saia de bailarina, e se metamorfoseia em diversos bichos relacionados ao universo do circo, como touro, cabra, macaco e coelho, por meio de máscaras, mas principalmente do próprio corpo, adquirindo seus trejeitos, sons e movimentos, seja no chão ou equilibrando-se no arame, foi possível acompanhar e sentir o processo de evolução visceral da personagem, até despir-se completamente de todos os elementos cenográficos, para enfim, expor a crueza e vulnerabilidade do ser humano. Uma metáfora de como a arte possibilita processos de renascimento, transformação e libertação do indivíduo.

A junção de linguagens circense com a dança, aliás, chama a atenção do telespectador, que se impressiona tanto com a destreza da artista ao se equilibrar em cima do arame, como com a sua expressão corporal ao dar vida e movimento aos animais representados. A transição para cada personagem se transforma em um balé encenado e muito bem encaixado com as cenas acrobáticas. A virtuose da cena final, com a protagonista despida de todas as fantasias, apenas um corpo nu em equilíbrio, demonstra um preparo e entrega total de Maíra.

O trabalho de corpo, muito potente, construído em parceria com o coreógrafo Henrique Lima, e a direção colaborativa de Lu Lopes, contribuíram para que a atriz se sentisse à vontade e naturalmente confortável na pele de cada “bicho-personagem”, assim como na sua própria pele. Ao compartilhar o processo de criação do espetáculo em bate-papo com o público, ela contou que a experiência fez com que sentisse um despertar do seu corpo e suas infinitas possibilidades e oportunidades de se transformar em várias. Além disso, ela contou que a competência e entrosamento com a equipe da Vibrante Filmes, propiciou, de alguma forma, romper as barreiras das câmeras e trazer proximidade e diálogo com o público por meio das imagens.

*Mariana Campos é jornalista e produtora cultural

.

Maíra Campos como taura perto do sofá de A Convidada…

.

.. no sofá como cabra…

.

… no chão como coelha

.

… em cima do arame como macaca / Fotos Asa Campos 

Deixe uma resposta

*