Clip Click

“Eranko” tem trilha sonora sofisticada

 

 

 

E mostra a essência da natureza selvagem em meio ao mundo contemporâneo

Da Redação

O espetáculo circense “Eranko” resgata a essência da natureza selvagem que existe no homem contemporâneo. “Eranko” significa animal no idioma Yoruba – falado no oeste da África, explica o texto de apresentação.

O elenco do Circo de Ébanos, que atua em “Eranko” é composto de artistas negros. “São jovens construindo um caminha artístico por meio de referências do circo clássico e contemporâneo  com foco na cultura afro-brasileira”, afirma Bel Toledo, da Cooperativa Brasileira de Circo e uma das incentivadoras do Circo de Ébanos.

A direção de “Erako” é de Lu Lopes – conhecida como Palhaça Rubra, que criou, segundo Bel Toledo, “um espetáculo delicado, que reforça a cultura afro-brasileira com uma trilha sonora elaborada e refinada”.

Veja abaixo fotos “Eranko” feitas por Asa Campos, durante apresentação feita no Teatro Cacilda Becker, em 8/9.

 

 


 

  

 

 

 

Ficha técnica

Elenco: Simone (contorcionista/ bailarina solista), Jessica (contorcionista  /trapezista/ bailarina), Jaqueline (contorcionista/trapezista/bailarina),

Elisangela (contorcionista/bailarina), Alan Marcelino (acrobata aéreo/bailarino), Tom Ramos (acrobata/trapezista);  Evertom Maximo (acrobata do mastro chinês)

Direção, dramaturgia e trilha sonora: Lu Lopes

Figurinos: Simone Monão

Direção de números: Paulo Maeda

Coreografia: Letícia Doreto

Iluminação: Sergio Cooker

Trilha Sonora: Lu Lopes 

 

Postagem – Alyne Albuquerque

One Response to "“Eranko” tem trilha sonora sofisticada"

  1. Boa noite sou produtor circense e gostaria de realizar este espetáculo em algumas cidades e teatros que temos em vista!

Deixe uma resposta para Mauricio Hermes Cancelar resposta

*