Arte em Movimento

Leão e urso, astros do circo, procuram emprego

 

A vida do leão e do urso virou de ponta cabeça quando eles saem do circo / Foto Asa Campos

 

“Classificados” fala da procura deles por uma nova profissão depois que a lei proibiu animais no circo

Bell Bacampos 

 

“Essa é a história de um tempo em que os homens e os animais brincavam juntos no picadeiro. Eles eram grandes artistas, amavam o que faziam e eram amados pelo público. De uma hora para outra, tudo muda, minha senhora do trapézio!, e fica proibida a apresentação de bichos nos circos”, relata o artista circense Fernando Paz, no espetáculo “Classificados”. 

Com o fim do picadeiro e dos aplausos, uma dupla de bichos, formada por um urso (interpretado por Fernando Sampaio) e um leão (papel de Marcelo Castro) está inconformada com a situação – o circo foi embora sem eles.

E agora, o que fazer?

 

Leão e urso conversam sobre a sua situação / Foto Asa Campos

 

O urso vira-se para o leão e comenta: “A nossa jaula era linda, era demais, tinha até TV a cabo e telefone celular. A gente deveria ir buscar um zoológico”. O leão fica bravo e questiona: “Eu lá tenho cara de fera aposentada?”. 
O urso não está lá preocupado com a cara de fera ou de aposentado do leão, ele quer mesmo é comida.

À procura de casa e alimento, eles passam a ler os classificados a fim de ver se encontram alguma coisa de que gostariam de fazer, um trabalho parecido com o do circo. Durante a aventura, enfrentam situações do mundo do bicho-homem e cruzam com um rato de laboratório, uma portuguesa com certeza, um manda-chuva de ONG,um macaco, uma mulher do Abrigo de Cães e Gatos (interpretados por Fernando Paz).

 

Fernando Paz como macaco / Foto Asa Campos

 

Fernando Paz como a portuguesa do armazém / Foto Asa Campos

 

Em conversa com o rato, a dupla descobre que vai conseguir comida grátis e teto lá no laboratório. E, segundo o rato, cientistas vão ficar de olho neles. É tudo que queriam: público, plateia, aplauso e … barriga cheia.

 

A dupla de animais examina o laboratório / Foto Asa Campos

.

Enquanto examinam o laboratório, surge uma organização que promete salvar os animais. E o chefe da turma avisa ao leão que ele vai ser o astro da próxima campanha. O leão ruge vaidoso. O chefe anuncia, empolgado que, em nome da organização, vai acabar com o tal laboratório cruel. “Abaixo a crueldade animal, abaixo a crueldade animal”, grita!

A ironia permeia o texto escrito por Paulo Rogério Lopes. E competência é a marca da atuação do trio de atores no palco/picadeiro. 

De cambalhota em cambalhota, pendurados na arte de fazer graça, eles conquistam até mesmo um público exigente e irrequieto: os pequenos na faixa de até 4 anos prestam muita atenção na história dos bichos falantes.

 

Fernando Sampaio (Urso), Fernando Paz (mulher do Abrigo) e Marcelo Castro (Leão) / Foto Asa Campos

 

.

Local e horário de “Classificados”

Sábados e Domingos, às 12 horas, no Sesc Pompeia – rua Clélia, 93 – Pompeia, fone: 11 3871-7700 – R$ 8,00.

sescsp.org.br/pompeia  

 

Quem faz o que

Texto: Paulo Rogério Lopes

Direção: Domingos Montagner

Elenco: Fernando Paz, Fernando Sampaio e Marcelo Castro

Stand in: Filipe Bregantim

Produção: La Mínima

 

 

 

Postagem: Alyne Albuquerque

Tags: , , , ,

Deixe um comentário

*