Arte em Movimento

Lu Lopes, a palhaça Rubra, lança “Criaturas”

 

 

Sessão de autógrafos na Livraria da Vila / Foto Georgia Branco

 

Ela diz que “somos mágicos por natureza”, criaturas que mudam por dentro e por fora  

 

Bell Bacampos

“No mundo existem infinitas criaturas feitas basicamente de um corpo físico e energia de animação… Somos pura mágica, nascemos e nos transformamos o tempo todo em várias coisas… nosso corpo cresce e se transforma e o recheio do corpo, que são nossos sentimentos, se transmutam sem que a gente veja com os olhos. Somos um bando de mágicos por natureza!”  

 

Palhaça Rubra e Fê Sztok, no fundo, tocam e cantam a música tema do livro "Criaturas" / Foto Georgia Branco

 

Quem descreve a magia de todos os dias com um toque de poesia é uma palhaça, a Rubra, em seu livro “Criaturas”, destinado às crianças e que foi lançado em 5/10, na Livraria da Vila, em São Paulo.   

 

Lu Lopes, a palhaça Rubra, e sua irmã Silvia / Foto Georgia Branco

 

Em conversa na livraria antes do “Showzinho Musical”,  Lu Lopes, a palhaça Rubra, lembra que a reportagem do site Panis & Circus teve acesso em primeira mão ao esboço do livro, há mais de um ano. Boas lembranças.

 

Elisa Maria Americano Saintive, do Sesc: a criatura Elisa teria sido feita em sua homenagem / Foto Georgia Branco

 

“Criaturas” é um livro divertido e instigante em que a palhaça Rubra faz graça com palavras e desenhos. Ela afirma que é “um livro para ler como se come uma sopa de letrinhas”.

São 28 criaturas descritas com letras e formas coloridas

 

 

Entre as criaturas, estão: Gabriel Gabirú, que imagina um campo de proteção para se proteger do medo; Rubi, que sabe que nasceu para escutar os outros; Rosa, que, às vezes, se sente desmanchando; Élida Sei Lá, que tem tantas vontades que não sabe o que escolher; Lyn Lee, que adora ligar pontos; Elisa Sisa, que tem coisas para fazer todos os dias; até nos dias de descansar ela se cansa. Tem ainda Jujú Jujully, que se sente misturada com a música;  Marco Marco, que, atenado, se pergunta como os locutores de rádio podem acertar a música que as pessoas querem ouvir, e a Ema Milly, que não consegue manter os pés no chão e, quando menos espera, eles levantam voo sempre que o assunto é chato.

 

 

Tem também a Luzia Morena, que faz parte de um mundo bem legal. Ela está perto do circo, de brinquedos… “E, por falar nisso, o brinquedo que Luzia Morena mais gosta é a tia dela… Como assim? A tia dela é um brinquedo? Ahã… é! Ela descobriu que brinquedos não são só coisas… podem ser pessoas! Ela pensou que, se a gente brinca com pessoas…, elas também são brinquedos”.

 

 

 

Jogo de palavras   

As criaturas da palhaça encantam. Gosto particularmente da descrição sobre Ana Naná: “Tem tantas informações na vida e, no mundo e no dia e no segundo e em tudo, Ana se sente um varal com todas essas informações penduradas nela… Ufa!!! Precisa de tantas?”

Dentro de cada página do livro escrito por Lu Lopes, texto e imagem saltam aos olhos. Ela convida os leitores a anotar num papel uma palavra livre e soltar a imaginação.  

 

Caffi Otta, do monociclo, Pablo Nordio, dos circos Zanni e Amarillo, e Lu Menin, do Zanni / Foto Georgia Branco

 

No final do livro há um jogo formado de cartões com as “criaturas” e no verso do cartão vem a identificação da criatura e a pergunta: “Que tal inventar uma nova história para esta criatura? Escreva aqui e cole onde quiser!”. São 14 as criaturas dos cartões: Lyn Lee, Mirna Minamano, Jaime, Isa Peruca Louca, Hugo Thinkabout, Elisa Sisa, Brás Goodféllow, Beto Botino, Rosa, Rubi, Olivia Mimimí, Nereu de Champinhõn, Tula Tortel e Tomé e Dora.

 

Lu Lopes canta “Criaturas” no “Showzinho de Bolso” / Foto Georgia Branco

 

Vestida de palhaça Rubra, no espaço da Livraria da Vila, Lu Lopes conta que vai ser gravado um DVD de “Criaturas” com o videoartista Raimo Benedetti. Um DVD em que a palhaça Rubra vai entrevistar as criaturas do livro e tem trilha sonora feita por ela e pelo compositor Fê Sztok, do grupo Trii.

Durante o lançamento, a palhaça Rubra aproveitou para tocar bateria e cantar canções do livro. Ela estava acompanhada de Fê Sztok no violão, que é também autor de livros infantis. Rubra explica à plateia lotada de crianças e adultos que o livro dela é muito melhor que o livro do Fê, mas o dele é o “segundo melhor”.

 

Plateia na Livraria da Vila para ver e ouvir a palhaça Rubra / Foto Georgia Branco

 

Lu Lopes cantou músicas de Hugo Thinkabout e Brás Goodféllow. Hugo pensa muito e Brás poderia ter outro nome e mesmo assim não mudaria o fato de que o “nome não muda o que ele é por dentro do corpo”.  

 

Eugênio La Salvia, que atua no espetáculo "Jogando no Quintal", Tata Fernandes, da Banda Mirim (de blusa azul), e Gabriel Lopes Zanella, filho de Lu Lopes / Foto Georgia Branco

 

Depois do show, que o público aplaudiu de pé, a palhaça Rubra passou a autografar seu livro com “um coração de beijos”, como o dedicado à menina Bia Albuquerque Angelone, de 8 anos.

 

Maíra Campos e Daniel Pedro, do Circo Zanni, na sessão de autógrafos de Lu Lopes / Foto Georgia Branco

 

Alvaro Lajes, do "Jogando no Quintal", no lançamento de "Criaturas" / Foto Georgia Branco

 

Os artistas circenses também comparecem para prestigiar a palhaça Rubra: Maíra Campos, Daniel Pedro, Lu Menin, e os meninos Gael Nordio (de 3 anos) e Tomas Stoppel Sampaio (de 11 anos), do Circo Zanni; Pablo Nordio, do Zanni e Amarillo; a palhaça Paola Musatti, do “Show Dela”; Kiko Caldas, do Acrobático Fratelli; Cafi Otta (sem seu famoso monociclo), entre outros.

 

Tomas Stoppel Sampaio, do Circo Zanni , na plateia na Livraria da Vila / Foto Georgia Branco

 

 

Pablo Nordio, Tayná Caldas, Sandra Borovik , Daniel Pedro e Kiko Caldas / Foto Georgia Branco

 

 

Letras das canções

Seguem abaixo as letras das canções: Criaturas, Hugo Thinabout e Brás Goodféllow.   

 

Criaturas 

Todo ímpar pode ser par

E ao contrário

Toda criatura nasce pro encontro

Criar é seu trabalho

Recheio de luz

Cheio de luz

Recheio de luz

Cheio de luz

Recheio de luz

Cheio de luz

Ahhhhhhh!

 

Hugo Thinkabout

Pensa Pensa Pensa Pensa

Hugo pensa demais!!! (4x)

Hugo pensa que brincar é divertido

Pensa que comer panquecas é gostoso

Pensa que pintar com guache é lindo

Pensa que ser ninja é bem louco

Pensa que olhar é interessante

Pensa que chorar é revigorante

Pensa Pensa Pensa Pensa

Hugo pensa demais!!! (4x)

Pensa que pensar não é fazer

E fez!

 

Brás Goodféllow

Joca, Getúlio, Roberto, Cássio

Mas ele é Brás Goodféllow

Jairo, Paulo, Pedro, Pancho, Mano

Mas ele é Brás Goodfellow

Chico, Tico, Wilson, Trajano, Mario

Mas é Brás Goodféllow

Ele sacou que o nome não muda

Muda o que a gente é por dentro (2x)

 

 


Dados do livro – Criaturas

Autora – Lu Lopes

Editora: Sesi-Sp, 2013

Acompanha Jogo  

 

 

 

Postagem: Alyne Albuquerque

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

*