Clip Click

Palhaço Klaus arranca aplausos com humor ácido

Cafi Otta, especial para Panis & Circus

Marcio Douglas, o Palhaço Mané, faz parte dos Doutores da Alegria há mais de 15 anos e fundou a La Cascata Cia. Cômica. Quem o conhece já está acostumado a seu jeito irreverente e doce de ser, sempre fazendo piadas e com um olhar calmo e sereno. Muito diferente do Palhaço Klaus, animador de festas infantis, capaz de arrancar muito mais do que sorrisos das adoráveis criancinhas frequentadoras destes eventos.

Cena de Animo Festas no Sesc Pinheiros/ Asa Campos

Passei todo o espetáculo procurando algum mínimo traço do Mané por trás das roupas e maquiagem daquele palhaço decadente que estava no palco, uma busca inútil. Mané não estava lá. Ele só retornou depois dos aplausos finais, quase que num passe de mágica (nunca vi alguém tirar a maquiagem tão rápido!).

Humor ácido para descrever festas infantis / Asa Campos

A figura do palhaço normalmente representa o anti-herói, personificam nosso lado tonto e sensível, em contraste aos trapezistas, malabaristas e tantos outros istas que se mostram como super-humanos capazes de façanhas impossíveis aos meros mortais da plateia. No caso de Klaus, ele é o avesso deste anti-herói, um anti-anti-herói, sarcástico, ácido e vingativo, capaz das maiores atrocidades para responder a situações que vemos todos os dias no trabalho, na rua e até mesmo em casa. Em um mundo onde a indiferença só abre espaço para a intolerância, Klaus rebate com muita ironia e com um humor todo dele.

Plateia ri e muitos se identificam com o papel de Klaus / Asa Campos

A construção do espetáculo é impecável: o texto é maravilhoso; o figurino personifica toda a decadência moral do personagem; a luz pontua cenas e situações que ficam na memória do público; as coreografias são hilárias; a trilha sonora é impagável. Uma sucessão de boas escolhas, que resultam num espetáculo fenomenal, imperdível, que com certeza seguirá uma longa trajetória.

Diferente de outros espetáculos de bufões que assisti, em que o riso nem sempre se faz presente, em Animo Festas a plateia só falta rolar no chão de tanto rir. Até porque boa parte dos espectadores eram profissionais do ramo, e talvez tenham se identificado com muitas das situações e personagens comuns as festas infantis.

Palhaço Klaus conta como é arriscar-se em festas infantis / Asa Campos

Tenho muito respeito por aqueles colegas de profissão que se arriscam nas festas infantis. Minhas primeiras experiências profissionais foram nessas festas, e logo vi que não são seguras para amadores. Depois de ver esse espetáculo, meu respeito só aumentou! O medo também, porque pude me lembrar de incontáveis situações descritas por Klaus que muitos de nós já passamos. Na minha primeira festa de crianças, depois de menos de 5 minutos em cena, me vi de monociclo fugindo de uns 15 pequenos delinquentes, todos armados com amoras nas mãos, querendo sujar minha recém comprada camiseta branca. Em seus olhos havia a mais sincera raiva e a mais profunda determinação de me alcançar e enfim lambuzar toda minha roupa. Obviamente eles conseguiram seu objetivo. Eu até hoje me esquivo, não das crianças, mas dos pais e mães que tentam me contratar para o aniversário de seus amados pimpolhos e pimpolhas.

Figurino e maquiagem retratam o vingativo palhaço Klaus / Asa Campos

Muito interessante ver um espetáculo como esse dentro do festival de circo do SESC, principalmente por ter sido criado e produzido por um brasileiro, artista de mão cheia, um dos nossos, merecedor de cada aplauso recebido durante e depois da apresentação.

Ficha técnica: Animo Festas – 4º Festival Internacional Sesc de Circo

Concepção e elenco: Marcio Douglas. Produção: La Cascata Cia. Cômica – Sesc Pinheiros em 13/6, terça, às 20h30; 14/6, quarta, às 20h30; 15/6, quinta (feriado), às 18h00 e 16/6, sexta, às 20h30.

Márcio Douglas faz o papel dos palhaços Klaus e Mané / Foto Asa Campos

3 Responses to "Palhaço Klaus arranca aplausos com humor ácido"

  1. Esse cara eu conheço faz tempão e sempre me orgulho ao lembrar que o dirigi, iluminei e ajudei a carregar, montar e desmontar cenário. Abraço meu caro Márcio Douglas.

  2. Silvia Gonçalves disse:

    Tenho a honra de em algumas ocasiões,confeccionar o figurino desse “Mané”,um moço super profissional e talentoso! Encanta com sua alegria e delicadeza no falar,um querido.

  3. Silvia Leblon disse:

    Que beleza! Quero muuuito ver esse espetáculo! Parabéns, Mané!

Deixe um comentário

*