Clip Click

“Palhaço de calcinha”

 

“Mulheres dão toque feminino à palhaçada, antes dominada por homens; de 7 a 10 de dezembro, palhaças se reúnem no vale do Anhangabaú, em SP”

“Olha, mãe, o palhaço é mulher!” Essa foi a reação de um menino ao ver Guadalupe, criação de Tereza Gontijo, passar pelos corredores de um hospital em dia de apresentação.

Segundo Tereza, tal surpresa não é incomum -em outro episódio, uma criança perguntou a ela: “Você é homem ou mulher?”.

“Quando pensam em palhaços, as pessoas lembram da figura masculina”, diz Tereza. Mas o cenário está mudando.

Guadalupe é uma das personagens femininas que estarão na Palhaçaria Paulistana, que presta, pela primeira vez, homenagem às palhaças. Elas serão “mestres de cerimônia” de espetáculos, que acontecerão entre 7 e 10 de dezembro, no vale do Anhangabaú, em São Paulo. No último dia, elas irão se reunir para apresentações só com mulheres.

VETERANAS

Val de Carvalho, que interpreta a palhaça Xaveco Fritza, estudou em escola de circo e foi uma das primeiras palhaças do país.

Na época, só existiam duplas de palhaços homens. “Antes, mesmo quando as mulheres trabalhavam com isso, elas se vestiam de homens. Agora existem as palhaças, com figurino feminino.”

Lu Lopes, que dá vida à palhaça Rubra, diz que não existem desvantagens em vestir o nariz vermelho sendo mulher. E completa: “A palhaça é tão esperta que a desvantagem acaba virando a favor dela”.

Para Val, apesar das dificuldades, o trabalho é gratificante. “Você pode ser o que quiser. Faz com que o outro veja a simplicidade.”

7ª PALHAÇARIA PAULISTANA

QUANDO 7 a 10/12 (sáb. e dom., às 15h e 17h; seg. e ter., às 12h, 14h e 18h; “Sampalhaças” -só mulheres: dia 10, às 15h15, 17h, 17h30 e 18h)

ONDE vale do Anhangabaú (av. São João, s/nº)

QUANTO grátis

 

 

 

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

*